Anos atrás, li um livro que me mudou a cabeça. Seria metido dizer que já concordava sem saber sobre tudo que li nele, mas de fato tinha algo em mim que, desde que era bem piquininho, já me chacoalhava os neurônios. Lembro-me, com uns 7 ou 8 anos achar os índios que via na TV muito mais simpáticos do que os fardados de azul. Aos 14 (e aí talvez sob influência do meu pai, que foi morar em Mato Grosso anos antes), já achava a vida no mato algo mais honesto e simples. Mas, enfim, tenho que admitir que foi o livro Ismael que me fez tóin.

E nunca mais fui o mesmo. Que bom.

Tenho outros poucos livros-tótem, referências significativas e transformadoras da minha mente. Mas hoje quero falar um tiquin dessa idéia. Ou melhor, quero mostrar um video. Que ilustra bastante isso tudo.